Dissertações Industriais


USEON comercializa mais uma unidade de grande porte para XPS: a linha de produção TDS95-TDD300.

09 DE NOVEMBRO DE 2012

 

 

No último mês, foi vendida mais uma linha de produção de XPS, TDS95-TDD300 XPS, para um dos maiores produtores de XPS da China - e consequentemente do mundo.

Trata-se de mais uma unidade similar a comercializada no ano passado para o mesmo cliente: CO2 supercrítico, compreendendo de um sistema de alimentação por perca de peso (dosadores gravimétricos), extrusora TDS95 dupla rosca co-rotante, extrusora mono-rosca TDD300, misturador estático, calibrador, e demais periféricos até o auto-empilhador.

O mercado de materiais XPS para a construção de isolamento foi impactado pela nova política em vigência a cerca de um ano, exigindo níveis altíssimos de proteção quanto à inflamabilidade de materiais de construção.

Muitas empresas de construção recorreram então à lã de rocha ou de isolamento com argamassa etc., evocando complicações como absorção de água (que irá prejudicar a propriedade de isolamento) podendo vir a rachar nas extremas condições meteorológicas.

Esta nova política forçou fornecedores XPS que não dispunham de tecnologia de ponta em suas linhas de produção a fechar suas portas em 2012.

Alguns empresários mais visionários esperam que o governo Chinês venha a rever essa posição, pelos problemas de rachadura e isolamento que já começam a aparecer.

Quando questionado ao cliente qual o motivo de investir nesta área justamente nesse momento de transição e ele foi taxativo: "Há algumas razões: em primeiro lugar, eu estimo que o mercado cresça daqui a meio ano, e este é seu prazo de entrega para tal linha, e também sua linha de extrusão é a única a garantir economia superior a 1% de retardante de chama e garantir a estabilidade e flexibilidade de processo para as espumas de categoria B1, as únicas elegíveis no momento”.